R REPORTAGEM

VFC tem conjunto para chegar muito longe

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Os novos recrutas do Vilankulo FC contratados na abertura da presente época futebolística com objectivo de começar o ataque aos títulos nacionais – de acordo com os projectos da Direcção – prometem lutar pelos lugares cimeiros e melhorar a classificação do ano passado.

O VFC, que observa um estágio de pré-temporada em Joanesbrugo, apostou esta época em jovens para potenciar a equipa principal, que tem como meta levantar o canecão em 2014. Para o efeito, Chiquinho Conde, que ainda tem três anos de contrato com o emblema de Inhambane, além de mais cinco de opção, foi buscar jovens-promessa para rejuvenescer a equipa, sendo o primeiro Madeira, ex-Vall University da África do Sul, jogador que já vestiu muitas vezes a camisola das selecções nacionais dos Sub17, Sub-23 (nos Jogos Africanos Maputo 2010), bem como dos Mambas na qualificação para o CAN 2013, que decorre na RAS.

Helton, do Califórnia de Quelimane, é outro jogador com boa margem de progressão, bem como Osvaldo, agora no futebol português, Norberto, Dilo e Luís II - o famoso Mário Jardel de Quelimane. O técnico também recuperou Marito e Beto, que não jogaram na época passada, Santos, da Liga Muçulmana, que esteve emprestado ao Têxtil do Púnguè, Michael, ex- Ferroviário da Beira, e o experiente guarda-redes luso-cabo verdiano Ernesto Soares.

De acordo com o director desportivo do clube, Emílio Macura, o VFC voltou ao complexo desportivo do Edenvale Football Club da Putco CSI Foundation the Round of the Future no centro de Joanesburgo, na África do Sul, para preparar a época de 2013, depois de ter chegado à conclusão de que a preparação do ano passado no mesmo local logrou atingir um desempenho aceitável, daí que o programa apresentado pelo técnico principal tenha merecido um despacho positivo.

– É claro que os objectivos do clube passam sempre pela melhoria da classificação anterior. Não vamos pressionar o treinador a superar o quarto lugar do ano passado, mas a nossa ambição é chegar o mais longe possível e é por isso que fazemos das tripas o coração em termos da gestão dos parcos recursos materiais e financeiros disponíveis para que não falte  o essencial para a equipa durante a preparação,explicou Emílio Macura.

O director desportivo fez entender que, tal como no ano passado, o VFC foi à RAS muito mais para ambientação e integração dos novos jogadores na filosofia interna e buscar um conjunto, um trabalho que só o treinador principal sabe fazer.

MADEIRA: “TEMOS

UM BOM CONJUNTO”

Com muita experiência de futebol nos pés pelas selecções nacionais, Madeira, que joga pela primeira vez num clube da I Divisão, mostra-se optimista em conseguir integrar-se no futebol do seu próprio país e ajudar o VFC a alcançar os seus objectivos.

– Estou convencido que a nossa equipa poderá fazer melhor no Campeonato Nacional. Há muitos jovens que querem chegar muito longe no futebol, apesar da falta de experiência na sua maioria. O grande objectivo é fazer nome no futebol a partir do VFC,disse.

Madeira, que concluiu o curso superior de Gestão Desportiva pela Vall University da África do Sul, disse que abraçou o projecto do VFC porque achou ideal no seu regresso à alta competição do futebol moçambicano.

– Tive muitos convites de clubes da I Divisão em Moçambique, nomeadamente Ferroviário do Maputo, Ferroviário da Beira e Liga Muçulmana, mas optei pelo Vilankulo, porque fiquei maravilhado com o projecto que me apresentaram. É um clube que aposta na juventude, tem bom treinador, que incentiva os jovens, a Direcção é fantástica, portanto, gostaria que os clubes que precisaram dos meus serviços percebessem que não foi por má-fé, mas por tudo que mencionei. Até porque um ano qualquer poderei jogar numa destas equipas ou em outras que não me conhecem neste momento,explicou Madeira.

 

ERNESTO: “QUERO DAR

A MINHA EXPERIÊNCIA”

O internacional cabo-verdiano Ernesto Soares, que ano passado esteve envolvido na subida de divisão do Estoril Praia, de Portugal, prefere ser cauteloso na abordagem do seu futuro no futebol moçambicano e em especial no Vilankulo.

– Estou pronto para dar a minha experiência de longos anos no futebol. Tenho informação suficiente do futebol moçambicano e do VFC, em especial, e estou preparado para grandes voos. Por aquilo que já vi desde que trabalho aqui há sensivelmente um mês, pese embora sejam apenas aspectos físicos e não tácticos, dá para dizer que o futuro é bastante promissor aqui. Os jovens que estão aqui transportam fogo nos olhos, querem ser profissionais da bola e quem vai sair a ganhar com isso será obviamente o clube e eles próprios,disse o substituto de Simplex na baliza dos marlins.

Ernesto Soares, que não competia a cinco meses, disse que as condições que o Vilankulo oferece aos seus jogadores são fantásticas e não se pode reclamar muito e é por ai que afirma que com aquilo que sabe do futebol e com a entrega de todos, juntando-se à vontade e querer da Direcção, do Governo local e da massa associativa, há condições para que tudo neste clube melhore cada vez mais.

 

SANTOS: “QUERO RECUPERAR

O MEU ESTATUTO NO FUTEBOL”

Por seu turno, Santos, novo recruta dos marlins contratado ao Têxtil do Púnguè, onde durante a época passada fez nove jogos e marcou apenas um golo, promete fazer tudo para recuperar no VFC o seu estatuto de goleador.

–  Joguei muito pouco no ano passado por causa das lesões e aqui, este ano, tenho as condições criadas para que o povo volte a ver aquele Santos que fez furor no Desportivo de Maputo, ofuscado o ano passado por lesões, promete.

Santos, que reencontrou muita malta com quem jogou no Desportivo de Maputo, nomeadamente Matlhombe, Abílio, Beto, Marito e Abdul, disse que tudo o que aconteceu com ele no Desportivo são águas passadas e agora o seu futuro passa pelo VFC, onde quer voltar a ser inimigo dos guarda-redes.

– Que se preparem os defesas, porque este ano vai ser meu. Quero ser campeão e vencedor da Taça de Moçambique aqui no Vilankulo. Há muito que eu sonhava trabalhar nesta equipa e voltar a encontrar o mister Chiquinho. Graças a Deus isso já aconteceu e tudo agora depende de mim e vou dar tudo para trazer de volta o meu estatuto,concluiu Santos.

 

INÍCIO PROMISSOR

Emílio Macura, chefe da delegação do VFC, que já completou uma semana de estágio na terra do rand, classifica de positivo o trabalho realizado durante a primeira semana. No conjunto dos jogos realizados o VFC saiu vencedor num e empatou outro. Na primeira partida os pupilos de Chiquinho Conde derrotaram a Only Stars por uma bola sem resposta, com golo de Ali Cadre, apontado na segunda parte. Only Stars é uma equipa constituída por jogadores africanos de várias nacionalidades que se encontram naquele país em busca de contratos não só no mercado sul-africano mas também em outras paragens do Continente Negro, incluindo Moçambique. O jogo teve lugar no complexo desportivo da Edenvale Footbal Club, no mesmo local onde o VFC realiza a sua preparação.

No segundo jogo o VFC empatou a uma bola com o Moroka Swallows, formação que ocupa o nono lugar do campeonato sul-africano, com 17 pontos, resultado de três vitórias, quarto derrotas e oito empates.

O Swallows obteve o golo pelo experiente Siyabonga Nomvete, o mesmo que falhou um penalty, ao chutar à figura de Martinho, que acabou sendo o herói do jogo.

Do lado dos marlins, que encararam este embate com muita seriedade, o golo foi obtido por Luís II, o tal Mário Jardel de Quelimane, na segunda parte. Este artilheiro em embrião voltou a ter um golo nos pés, mas esbanjou, ao entregar o esférico de bandeja ao guarda-redes contrário.

Esta semana o VFC poderá defrontar O Jomo Cosmos, Orlando Pirates, Bidvest University, e Bloemfontein Celtic. Ontem a equipa de Chiquinho teve a ímpar oportunidade de fazer um treino conjunto com a Selecção Nacional de Angola, que se encontra na África do Sul a participar na fase final do CAN-2013.

Publicidade

Director: Almiro Santos
Chefes da Redacção:
Reginaldo Cumbana e Gil Carvalho

Desafio é um Jornal desportivo, produto da Sociedade do Notícias.

O Jornal esta disponível em formato físico impresso, o mesmo pode ser lido em formato electrónico.

Play Store

AppStore

SNLogo2

Propriedade da Sociedade do
Notícias, SARL
Direcção, Redacção e Oficinas
Rua Joe Slovo, 55 • Cx.Postal 327
E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
( Tel's: 21320119 / 21320120 )
Topo
Baixo