R REPORTAGEM

Queremos dignificar o título conquistado

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A equipa da Associação Feminina Clube de Futebol da Matola (AFCFM), mais conhecida por Matola Servitrade, que conquistou o último campeonato nacional da modalidade realizado na cidade de Chimoio, de 8 a 16 de Dezembro passado, contará com uma academia de futebol na província de Maputo.

Numa primeira fase, a referida academia contará com 30 atletas das escolas da Zona Verde, Machava, Patrice Lumumba e cidade de Matola. Para o efeito, foram assegurados cinco técnicos, sendo que Adolfo Pelembe será o treinador principal e Arnaldo Wear professor e preparador físico.

 

Segundo Benjamin Vusi, director administrativo e de Marketing, o objectivo da academia é potenciar a equipa principal e despoletar talentos da província.

 A equipa técnica pretende apetrechar o seu colectivo com jogadoras mais novas, daí estar na pesquisa de talentos para a sua lapidação. A opção pelos petizes justifica-se por apresentarem poucos vícios. A Servitarde pretende criar uma equipa B que servirá de viveiro da equipa A.

O nosso entrevistado disse ao desafio que nas competições em que a equipa estará envolvida esta época se fará representar por duas equipas, Servitrade A e B.

 

FOMOS ESCORRAÇADOS DA CIDADE

No momento de fazer o balanço do Campeonato Nacional de Futebol Sénior Feminino e do ano 2012, Vusi não teve dúvidas em classificar como positivo.

O nosso interlocutor considera que o ano passado foi muito positivo, pois a Servitrade conquistou o campeonato nacional contra todas as previsões. Foi o ano em que a equipa voltou a jogar no campeonato da província de Maputo, após sete anos disputando o campeonato da cidade de Maputo.

A nossa fonte lamenta a forma como a sua equipa foi dispensada do campeonato da cidade de Maputo, que vinha sendo disputado naquele ponto do país, devido à falta de equipas na província de Maputo.

- Fomos escorraçados do campeonato da cidade de Maputo alegadamente por questões administrativas, mas que não nos foram esclarecidas. Para que a equipa não ficasse parada, organizamos o campeonato provincial com sete equipas, sem nenhuma rodagem, algumas delas sem conhecimento das regras de futebol, lamentou.

Sobre a prestação da sua equipa no Campeonato Nacional de Futebol Feminino realizado em Dezembro, Vusi disse que a turma de Servitrade se deslocou a Chimoio sem nenhuma rodagem. Com a saída em massa das atletas, a Servitarde foi com o mesmo plantel de 2011. Das 15 atletas disponíveis, apenas 12 eram titulares.

A falta de rodagem e o facto de ter um plantel desfalcado foi notória nos primeiros dois jogos em que a equipa entrou sempre a perder. No primeiro começou a perder por 2-0 até aos 60 minutos, tendo dado volta ao resultado até ao final do jogo por 2-3. No segundo, a história quase se repetiu, 0-1 no início e a cambalhota só veio na segunda parte da contenda (2-1).

A partir dos quartos-de-final até ao jogo da final, a equipa iniciava os jogos determinada e sem sofrer golos, pois tinha alguns jogos acumulados nos pés. Cada jogo constituía treino e rodagem para equipa. Devido à falta de treino, a equipa ressentiu-se de algumas lesões, tendo disputado a final com quatro atletas lesionadas.

Depois de conquistar o troféu nacional, Vusi deixou algumas considerações à Federação Moçambicana de Futebol (FMF).

- O campeonato nacional tem melhorado a cada ano, mas precisamos de mais incentivo. Não se compreende como um vencedor de campeonato nacional ganhe apenas medalhas e uma taça. Devíamos ter também algum valor monetário, rematou.

 

TEMOS UMA GRANDE

RESPONSABILIDADE

Depois da conquista do título, a equipa foi recebida em apoteose e homenageada pelo presidente do município da Matola, Arão Nhancale.

- Sentimo-nos da Matola. Recebemos sempre o apoio da Matola antes e depois dos campeonatos em que estivemos envolvidos. As jogadoras e toda a equipa técnica foram recebidas como campeãs.

A equipa da Servitrade tem representado o município da Matola nos jogos intermunicipais entre Moçambique, África de Sul e Suazilândia.

A primeira edição dos jogos intermunicipais aconteceu em Bombela, África de Sul, durante a preparação do Campeonato Mundial de Futebol de 2010. A segunda edição foi realizada no município da Matola e a terceira em Babane (Suazilândia). Este ano prevê-se que haja continuidade, ainda que não estejam definidas as datas.

Nas competições nacionais, a Servitrade coloca-se na responsabilidade de defender o título e provar em campo que foi um justo vencedor.

- Queremos defender o título e conquistar todos os campeonatos em que estivermos envolvidos, por isso temos uma grande responsabilidade na presente temporada.

De acordo com Vusi, o orçamento disponível para a presente época é saudável e será suficiente para que o clube alimente as despesas sem grandes contrariedades.

As campeãs nacionais estão à espera da resposta das autoridades do bairro Patrice Lumumba para reabilitação do campo local. A reestruturação compreenderá o nivelamento do campo, construção de balneários, montagem do sistema de água e barreiras à volta do campo.

Uma vez que o campo pertence ao bairro, Vusi acredita que as remodelações beneficiarão não só a equipa, como também a população local.

A equipa abre as suas oficinas na terceira semana de Janeiro, com a apresentação do plantel e direcção, sexta-feira às 17 horas.

O clube conta com alguns reforços de algumas províncias, entretanto, não revelados, por ainda estarem em negociações de alguns aspectos logísticos. Vusi aproveitou a ocasião para convidar atletas e possíveis interessados em representar o clube a comparecer no campo de Patrice Lumumba, sábado (19), por volta das 15 horas.

 

 

Publicidade

Director: Almiro Santos
Chefes da Redacção:
Reginaldo Cumbana e Gil Carvalho

Desafio é um Jornal desportivo, produto da Sociedade do Notícias.

O Jornal esta disponível em formato físico impresso, o mesmo pode ser lido em formato electrónico.

Play Store

AppStore

SNLogo2

Propriedade da Sociedade do
Notícias, SARL
Direcção, Redacção e Oficinas
Rua Joe Slovo, 55 • Cx.Postal 327
E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
( Tel's: 21320119 / 21320120 )
Topo
Baixo