R REPORTAGEM

Zâmbia: hipótese de reeditar o sucesso?

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

O Campeonato Africano das Nações (CAN) inicia este sábado, na África do Sul, e com ele há grandes expectativas, sobretudo em ver se a Zâmbia, campeã em título, conseguirá confirmar que a sua coroação, há um ano, não foi obra de mero acaso.

De acordo com os críticos a Zâmbia vai apresentar um plantel ainda mais forte do que no ano passado, quando venceu o CAN após triunfo diante da até então temível Costa do Marfim.

Desta vez vai contar com o defesa Emmanuel Mbola, o médio William Njobvu e o atacante Jacob Mulenga, que não disputaram, há 12 meses, o dramático embate em que os Chipolopolos surpreenderam favoritos Elefantes. A estes juntam-se o capitão e atacante Christopher Katongo, que é a principal estrela zambiana.
A equipa liderada por Hervé Renard, que em 2012 estava longe de ser favorita, superou todas as expectativas, pois ninguém esperava vê-la bater a Costa do Marfim, que partia como principal candidata! Por isso, este ano, os zambianos tentarão repetir o feito ou pelo menos de ir o mais longe possível na competição! Incluídos no grupo “C”, os Chipolopolos enfrentarão a Nigéria de Obi Mikel e ainda o Burkina Faso e a Etiópia.

Os zambianos sabem que serão uma equipa a abater neste grupo, tendo um previsível embate duro com os nigerianos, que também estão entre os favoritos para o CAN. Com um treinador que já ganhou a prova em 1994, a Nigéria parece ter a combinação perfeita: talento e experiência. 

A estreia do campeão em título, inserido no grupo “C”, será dia 21 de Janeiro contra a Etiópia, em Nelspruit.

Do lado da Etiópia e do Burkina Faso, as coisas serão complicadas frente aos dois favoritos, mas não dizem que o futebol não é uma ciência exacta? Uma coisa é certa: as duas nações alegram-se só com a participação na competição na África do Sul. Há 30 anos que a Etiópia não estava qualificado para o CAN.

 

COSTA DO MARFIM

E O LONGO “JEJUM”

Com o início do CAN mais uma vez uma das selecções mais badaladas da África na actualidade, a Costa do Marfim, até chega cercada de favoritismo. Porém, a última vez em que os “Elefantes” ergueram o troféu remonta já a 1992!

Ainda assim, a actual equipa parece ter tudo para vencer. Jogadores nas principais ligas da Europa, um artilheiro chamado Didier Drogba, talento, técnica e espírito de equipa dará o seu contributo para ajudar o seu conjunto.

Esta geração é, de facto, a melhor de sempre da Costa do Marfim. Alguns jogadores estarão perto da reforma, pelo que é agora ou nunca para ganharem o CAN! Presentes nos “Mundiais” de 2006 e 2010, os Elefantes sucumbiram ainda na 1ª fase em ambas as ocasiões, acumulando dois vice-campeonatos nas últimas quatro edições do CAN.

A derrota para Zâmbia na decisão do ano passado foi inclusive um duro golpe nas esperanças dos adeptos, que acreditavam piamente no final desse jejum.  

A frustração também culminou com a saída do técnico François Zahoui, substituído em Maio de 2012 pelo francês Sabri Lamouchi. Ciente de suas responsabilidades, o novo comandante terá pela frente um velho desafio.

No entanto, o sorteio não foi dos melhores e para seguir em frente será preciso superar o "Grupo da Morte", que ainda conta com Argélia, Tunísia e Togo. Se conseguir fazer com que seus pupilos se preocupem apenas em jogar a bola, o treinador tem boas hipóteses de levar os Elefantes a mais uma decisão continental. Resta saber se dessa vez a equipa finalmente vai embalar, colocando fim a sina de tropeços que tem perdurado nos momentos mais decisivo.

 

“ESTRELAS NEGRAS”

QUEREM BRILHAR

O Gana foi a primeira equipa a carimbar o passaporte para a África do sul, em Outubro. Essien e companhia qualificaram-se depois de vencerem o Malawi (1-0). Com uma talentosa e jovem equipa, os Estrelas Negras têm estado sempre presentes nas competições internacionais que se realizaram nos últimos anos. Eliminados à porta da final em 2012 pela Zâmbia, o Gana procurará certamente fazer melhor, apesar do alto nível dos outros candidatos. Para tal conta com Christian Atsu mas não com André Ayew, estrela dos "black stars" e também do Marselha de França, assim como o seu irmão Jordan Ayew.

MARROCOS, ARGÉLIA, TUNÍSIA...

Apesar das ausências do Egipto e da Líbia, a África do Norte estará bem representada no CAN, com Marrocos, Argélia e Tunísia.

As três selecções são constituídas principalmente de jogadores de destaque em campeonatos europeus e estão muito bem colocadas para ir longe na competição. No entanto, em relação à Argélia e a Tunísia, ambas no grupo “D”, as coisas serão mais complicadas, uma vez que terão logo aí de enfrentar o principal favorito à conquista do torneio, a Costa do Marfim.

 

CINCO ESTÁDIOS SELECCIONADOS

PARA RECEBER JOGOS DO CAN

Cinco estádios serão utilizados para acolher os jogos da Taça de África das Nações, o CAN2013. Tratam-se do Soccer City (Joaneburgo), Moses Mabhiba Stadium (Durban), Royal Bafokeng Sports Palace (Rustenburg), Mbombela Stadium (Nelspruit) e Nelson Mandela Bay Stadium, em Port Elizabeth.

Em relação aos estádios novos construídos em alusão ao Mundial2010, ficou de fora o Estádio da cidade do Cabo, que acolheu as meias-finais do Mundial-2010.

O Soccer City é o escolhido para acolher o jogo de abertura e da final da presente edição. Inaugurado em 2009, esta imponente infra-estrutura está na cidade de Joanesburgo e tem uma capacidade para 94.700 espectadores.

O “Moses Mabhida”, também inaugurado em 2009, está na cidade de Durban e tem uma capacidade para 70 mil pessoas.

Já o estádio Nelson Mandela Bay com uma lotação 46.082 lugares, inaugurado na mesma altura, está situado em Port Elizabeth, cidade localizada na província do Cabo Oriental, a aproximadamente 770 quilómetros da Cidade do Cabo.

O Estádio Royal Bafokeng ou Palácio dos Desportos é um estádio na cidade de Rustenburg, está situado a 12 quilómetros de distância do centro da cidade e tem uma capacidade para 44 mil e 530 espectadores.

Por último, o Estádio Mbombela tem uma lotação de 40.929 lugares e foi um dos 10 locais que recebeu jogos do “Mundial” 2010. Ele está localizado em terreno aberto seis quilómetros a oeste de Nelspruit, a capital da província de Mpumalanga, ou seja dista a pouco mais de 200km de Maputo.

 

Sul-africanos e caboverdianos

na abertura

O jogo de abertura da 29ª edição do CAN será disputado entre Cabo Verde e a anfitriã, África do Sul, no dia 19 de Janeiro, sábado, no Estádio Soccer City em Joanesburgo, às 17.00horas locais. No mesmo dia, às 21 horas, a selecção de Angola joga contra Marrocos em Soccer City.

Para além do jogo está previsto primeiro a realização de algumas actividades culturais para abrilhantar a festa de abertura que contará com alguns estadistas sul-africanos de entre eles Jacob Zuma, da África do Sul, e Jorge Carlos Fonseca, de Cabo Verde, assim como dirigentes da CAF.

Este é um grupo de certa forma próximo dos moçambicanos por duas razões. Por um lado a irmandade linguística que liga Moçambique a Angola e Cabo Verde e por outro a vizinhança e uma longa história de trocas comerciais entre o nosso país e a África do Sul .

Na segunda jornada, Angola joga com África do Sul no dia 23 de Janeiro em Durban, enquanto os "Tubarões Azuis" jogam contra Marrocos, também em Durban.

Angola e Cabo Verde vão encontra-se no último jogo que acontecerá no dia 27 no Estádio Nelson Mandela Bay. Este jogo poderá ser decisivo para a passagem das duas selecções à fase seguinte.

Lembre-se que a selecção de Cabo-verde, efectuou, no sábado, um treino, em Luanda, na projecção da maior cimeira do futebol africano, que terá lugar na África do Sul. Os “Tubarões Azuis” estiveram em trânsito para África do Sul, com uma caravana de trinta e cinco elementos, sendo vinte e três jogadores.

 

Líbia organiza CAN de 2017

O Governo líbio confirmou a decisão da Confederação Africana de Futebol (CAF) de atribuir à Líbia a organização da fase final do Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2017.

O Ministério líbio da Juventude e Desportos enviou, em finais de Dezembro de 2012, uma delegação à sede da CAF, no Egipto, para confirmar a legitimidade da Líbia de organizar a prova. 
Segundo fontes desportivas líbias, a CAF confirmou à delegação líbia o seu acordo firme para confiar à Líbia a organização desta competição continental.
Fontes próximas da CAF anunciam uma provável visita do seu presidente, Issa Hayatou, à Líbia depois do fim do CAN de 2013 na África do Sul.

A Líbia devia acolher o CAN de 2013 mas a competição foi transferida para a África do Sul devido à guerra desencadeada em Fevereiro de 2011 neste país da África do Norte, culminando na destituição, seis meses mais tarde, do então regime de Muamar Kadafi, no poder desde 1969.

 

Marreungula representa

 

 

arbitragem moçambicana

O internacional moçambicano Arsénio Marrengula, que desempenha as funções de árbitro auxiliar, vai representará a arbitragem nacional durante o CAN.

Marrengula será o terceiro árbitro moçambicano a marcar presença no CAN seguido as peugadas de Arnaldo Salvado, pai, e Domingos Pequenino que já estiveram em competição de tamanha dimensão.

No ano passado Marrengula esteve em alguns jogos sob égide da CAF tendo impressionado os responsáveis pela arbitragem africana o que culminou com esta chamada.

Lembre-se que Moçambique tem nove árbitros internacionais, nomeadamente Aníbal Armando, Samuel Chirindza, José Maria Rachide (árbitros principais); Munisse Machel, Arsénio Marrengula, Célio Mugabe, Ivo Muiambo, João Paulo e Olívio Saimone.

 

Calendário

 

GRUPO A

19.01.2013 (sábado)
África do Sul - Cabo Verde
Angola - Marrocos

23.01.2013
África do Sul - Angola
Marrocos - Cabo Verde

27.01.2013
Marrocos - África do Sul
Cabo Verde - Angola

GRUPO B

20.01.2013 (domingo)
Gana - RD Congo
Mali - Níger

24.01.2013
Gana - Mali

Níger - RD Congo

28.01.2013
Níger - Gana 
RD Congo - Mali

GRUPO C

21.01.2013
Zâmbia - Etiópia
Nigéria - Burkina Faso

25.01.2013
Zâmbia - Nigéria
Burkina Faso - Etiópia

29.01.2013
Burkina Faso - Zâmbia
Etiópia - Nigéria

GRUPO D

22.01.2013
Costa do Marfim - Togo
Tunísia - Argélia

26.01.2013
Costa do Marfim - Tunísia
Argélia - Togo

30.01.2013
Argélia - Costa do Marfim
Togo - Tunísia

QUARTOS-DE-FINAL

02.02.2013
Jogo 1 - 1º Grupo A - 2º Grupo B 
Jogo 1 - 1º Grupo B - 2º Grupo A

02.02.2013
Jogo 3 - 1º Grupo C - 2º Grupo D
Jogo 4 - 1º Grupo D - 2º Grupo C

MEIAS-FINAIS

06.02.2013
Vencedor do jogo 1 - Vencedor do jogo 4
Vencedor do jogo 3 - Vencedor do jogo 2

3º e 4º LUGARES

09.02.2013
Derrotados das meias-finais

Final

10.02.2013
Vencedores das meias-finais

Publicidade

Director: Almiro Santos
Chefes da Redacção:
Reginaldo Cumbana e Gil Carvalho

Desafio é um Jornal desportivo, produto da Sociedade do Notícias.

O Jornal esta disponível em formato físico impresso, o mesmo pode ser lido em formato electrónico.

Play Store

AppStore

SNLogo2

Propriedade da Sociedade do
Notícias, SARL
Direcção, Redacção e Oficinas
Rua Joe Slovo, 55 • Cx.Postal 327
E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
( Tel's: 21320119 / 21320120 )
Topo
Baixo